Elemento Cultural - Cia La Mariquita

A Cia La Mariquita foi fundada pela atriz e professora Ana Carolina Ramos em São Paulo, em 2007, com o intuito de pesquisar e narrar histórias e fábulas de domínio público, alinhavadas por cantigas de roda brasileiras. Ao longo destes 6 anos vem  realizando oficinas de contação de histórias, construção de brinquedos e montagens de espetáculos voltadas para o público infantil. A Cia não conta com sede própria, realizando os seus ensaios em uma casa alugada localizada no bairro do Campo Belo, em São Paulo.

 

Em 2008, sob a orientação de Fernando Vieira, o grupo mergulha no universo clownesco e inicia estudos de movimento realizados a partir de desenhos animados e filmes infantis. Ao fazer a narração de um conto de Ruth Rocha no lançamento de seu livro “Lalau e Laura Beatriz”, o aval extremamente positivo dessa autora sobre o trabalho da Cia La Mariquita alavancou o grupo que partiu desde então para uma rotina de narrações em lançamentos literários infantis, que se prolonga até hoje. 


Das livrarias, a companhia passou a contar histórias em unidades do Sesc, nos CEUs, em Centros Culturais e a fazer oficinas de narração de histórias. A partir da experiência adquirida pela rotina da confecção de figurinos e adereços, o grupo passou a realizar também oficinas de construção de brinquedos nos mesmos espaços. 


Em 2010, o grupo se integra ao projeto social da ONG Água Viva ministrando cursos e fazendo apresentações para a comunidade carente da Freguesia do Ó. No mesmo ano, a Cia é convidada pela Secretaria Municipal de Educação para orientar professores da rede pública da cidade de Campinas, na “arte de contar histórias”. No ano seguinte, participa do festival de Curitiba com o trabalho cênico “Sensações em Lorca“, o qual esteve temporada na biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo. 


Ainda em 2011, a entrada de novos integrantes fez com que o grupo caminhasse para o universo da poesia e da música. É criada então a série “Canções Poéticas“ que sobrepõe poemas e canções de autores cujas obras se comuniquem de alguma forma, como a intersecção entre as “mineiridades” de Adélia Prado e Milton Nascimento. 


Em 2012, a diretora Fezu Duarte passa a fazer parte da companhia e o grupo se sente maduro para montar os espetáculos infantis ”O Casamento da Dona Baratinha ou Deu a Louca na Dona Baratinha” e “A Menina e o Monstro” sendo que essas montagens inauguraram os Teatros da Livraria da Vila dos Shoppings Cidade Jardim e JK Iguatemi. 


A partir de uma pesquisa do conto “O Príncipe Feliz” de Oscar Wilde, no início de 2012, a Cia começa a desenvolver um texto dramatúrgico autoral. Percebendo a comunicação imagética e dramatúrgica, e a complementaridade entre o “O Príncipe Feliz” e uma história de autoria da Cia La Mariquita chamada “O Pássaro sem Cor” o grupo escreveu e montou “O Pássaro e o Príncipe”. O espetáculo estreou em Agosto de 2012 no Teatro da Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi, ficou 2 meses em cartaz. Devido ao sucesso, foi convidado para mais uma temporada de 2 meses no Teatro da Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi. 


Seguindo a linha dos espetáculos autorais, o grupo desenvolve sua própria história do clássico “O Gato de Botas”. Com base no original Charles Perrault, o espetáculo traz o Gato ao Brasil onde fica amigo de um garoto cheio de malandragem com quem vive grandes aventuras. A peça estreou em Agosto de 2013, ficando em cartaz até dezembro do mesmo ano. 


Para 2016, a Cia pretende seguir com a circulação d’O GATO DE BOTAS, Uma Aventura no Brasil paralelamente ao desenvolvimento da pesquisa para o novo espetáculo, A Cidade Invisível, proporcionando o acesso da arte do teatro para o público infantil.  

Cia La Mariquita - Youtube
Cia La Mariquita - Facebook

Elemento Cultural

 

Rua Uruana, 84 - Vila Mariana - São Paulo, SP 04019-070

 

Tel:  (11) 99440-8705

 

Siga:

 

  • Facebook Classic
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Classic
  • YouTube Social  Icon