Elemento Cultural - Cia La Mariquita
Cia La Mariquita - Caru Ramos

Atriz e produtora, formada pela escola Célia Helena em 2005, já foi dirigida por Nelson Baskerville, Marcelo Lazzarato, Carla Candioto e Marco Antônio Braz. Participou dos workshops ‘ Interpretação e Voz’, com Graça de Andrade, nas oficinas  Mazzaropi (2000) “Atuação em Cinema e TV”, com Eduardo Aguilar(2005) , “Interpretação, Circo e Voz” com Zeca Bittencourt e ‘Voz e Circo em Ciclope de Euripedes’ com Daniel Maia  e Marco Vettore.

 

De 2005 a 2007 morou na Irlanda estudando e trabalhando com arte/educação na primeira infância e em  2007 fundou a Cia. La Mariquita de Variedades a qual se dedicou inicialmente apenas ao universo lúdico das narrações infantis, passando a fazer narrações para o público adulto a partir do texto  “Sherazade e as mil e uma Noites”.  Em 2009 tendo como parceira a Livraria Saraiva e sob a supervisão de Vander Lins o grupo cria o projeto Pocket Play, montando cenas a partir de recortes de obras autores como Verissímo, Lorca, Jorge Luís Borges e Rubem Braga.


Com a Cia. La Mariquita de Variedades esteve presente no festival de Curitiba com "Sensações em Lorca", se envolveu projetos culturais para a comunidade carente da Freguesia do Ó, através da ONG Água Viva e tem atuado como narradora de estórias com muita assiduidade em unidades do Sesc da capital e de todo o estado, em unidades dos CEUS, e no Centro Cultural São Paulo entre outros espaços da cidade. 


Em 2012 atuou e assinou a produção e o figurino de “ O Casamento da Dona Baratinha ou Deu a louca na Dona Baratinha “, a produção, o cenário e figurino de “ A Menina e O Monstro “, atuou em "O Pássaro e o Príncipe", "O Gato de Botas" e "Em busca da Maravilhândia", todas pela Cia. La Mariquita de Variedades. 

Cia La Mariquita - Fezu Duarte

Formada desde 1998 em Educação Artística com bacharelado em Artes Cênicas pela Universidade São Judas Tadeu.

 

Dirigiu "A Borboleta sem Asas", de Cezar Cavelagna, Marcos Okura, Marcos Ferraz e Carlos Alberto Sofredini, prêmio FEMSA Coca Cola de melhor trilha sonora e produção em  2006; "Na Cama com Tarantino", de Marcos Ferraz & Cia de teatro Rock em 2002; "A Sessão da Tarde ou Você não soube me amar", de Marcos Ferraz & Cia de teatro Rock, Prêmio Qualidade Brasil  em 2007; "Lado B - Mudaram as estações", de Marcos Ferraz & Cia de teatro Rock , prêmio PANANCO de Melhor Espetáculo em 2007; "Os Saltimbancos", de Chico Buarque de Holanda em 2008; "Se essa rua fosse minha-O Amor nos Tempos de Chumbo", de Marcos Ferraz & Cia de Teatro Rock  em  2011, "O Casamento da dona Baratinha ou Deu a louca na Dona Baratinha", "A Menina e o Monstro", "O Pássaro e o Príncipe", "O Gato de Bota" e "Em busca da Maravilhândia", todas da Cia. La Mariquita de Variedades, de 2012 a 2014.

 

Como atriz atuou em "Pode ser que seja só o leiteiro lá fora", de Caio Fernando Abreu, com coordenação de Fauzi  Arap em 1999; "Versões Urbanas", grupo Vix em Ré,com direção de Gabriel  Vilella em 2000; "Opéra do Malandro", de Chico Buarque de Holanda com direção de Gabriel  Vilela e "Olhares de Perfil - O Mito de Greta Garbo", de Roberto Cordovani, com direção do mesmo em 2001.

 

Foi indicada para os prêmios FEMSA Coca Cola 2008 por "Os Saltimbancos"  nas categorias  direção,  espetáculo, atriz-Bruna Guerin, cenário-Kleber Montanheiro e figurino - As Mariposas; e FEMSA Coca Cola 2011 por "Se essa rua fosse minha – Amor nos tempos de Chumbo", nas categorias espetáculo , trilha sonora e ator-Artur Bergues, e recebeu o prêmio APCA de 1999 pela restauração do TBC- Teatro Brasileiro de Comédia, do qual foi gestora entre 1999 e 2003.